Planejamento Previdenciário: O que é e como fazer?

Conteúdos

Planejamento Previdenciário: O que é e como fazer?

O planejamento previdenciário é uma estratégia que pode antecipar ou aumentar o valor da sua aposentadoria.

Com o planejamento previdenciário, você vai descobrir quanto deve contribuir para o INSS e qual o melhor momento para se aposentar.

E isso também vale para os trabalhadores autônomos e facultativos, tá bom?

Pensando como fazer um bom planejamento previdenciário, preparei esse post.

Dá só uma olhada no que você vai encontrar aqui hoje:

  1. O que é um planejamento previdenciário?
  2. Porque fazer um planejamento previdenciário?
  3. Qual a hora de começar o planejamento previdenciário?
  4. O que deve ser levado em conta na hora de fazer o planejamento previdenciário?
  5. Quais documentos serão necessários para começar o planejamento previdenciário?

 

E ainda tem muito mais. Vamos começar? 😉

O que é um Planejamento Previdenciário?

O planejamento previdenciário, basicamente, é um estudo detalhado de todo o histórico de vida contributivo e trabalhista do trabalhador.

A análise preliminar, apontará:

  • Quanto tempo você precisa contribuir para o INSS
  • Estimativa matemática para saber quanto você poderá receber quando chegar o momento da aposentadoria

‼️Lembrando que o valor é apenas uma projeção para a aposentadoria, que poderá ser daqui 10, 20 ou 30 anos e não o cálculo com exatidão, uma vez que deverão ser levados em conta ainda: reajustes, inflação e mudanças nas regras previdenciárias.

Viu só a importância de planejar a sua aposentadoria em 2023?

Porque fazer um planejamento previdenciário?

O planejamento, vai identificar as possibilidades existentes para que você se aposente com o benefício mais vantajoso e evite recolhimento e contribuições além do tempo necessário.

Mas não é só isso.

1. Permitir a aposentadoria no momento correto

Sim, por meio do planejamento, é possível identificar a melhor data para se aposentar.

Se você fizer o requerimento antes do tempo, poderá receber um valor menor do que teria direito.

Por outro lado, se você fizer o requerimento da aposentadoria após o tempo correto, poderá perder dinheiro.

Assim, quanto mais cedo for elaborado o planejamento, maiores serão as chances de aposentadoria com um valor justo no futuro.

2. Garantir que a sua aposentadoria seja a mais adequada a seu perfil e com o melhor valor possível

Ao identificar o melhor momento para aposentadoria, é possível conseguir o melhor benefício e identificar como poderá aumentar esse valor futuramente.

Fazer o planejamento previdenciário, garante que você tenha mais clareza com relação a data correta para fazer o requerimento da aposentadoria.

E tem muito mais.

3. Processo mais rápido e sem burocracia

Dar entrada na solicitação de aposentadoria com documentação incompleta ou incorreta, pode atrasar a concessão de seu benefício em mais de 03 meses.

Por meio do planejamento previdenciário, o seu processo será montado com a documentação correta e com antecedência e o benefício poderá ser concedido em poucos meses.

Ótimo né?

4. Tranquilidade no momento da aposentadoria

 Com o planejamento previdenciário, você terá a certeza do momento ideal de sua aposentadoria e com o melhor valor possível.

5. Garantir o valor certo de contribuição

A grande maioria acredita que é obrigatório contribuir pelo teto do benefício.

Mas, o que não sabem, é que nem sempre isso fará alguma diferença no cálculo final.

Você já vai entender o porquê.

Fazer a contribuição pelo teto do benefício, poderá aumentar o valor de seu benefício, mas nem sempre isso será possível.

De acordo com a legislação, 20% do período de contribuição será desprezado.

O cálculo da aposentadoria é feito por uma média, por isso, é desnecessário contribuir com o teto durante toda a vida como trabalhador.

Evitar erros do INSS

É mais comum do que você imagina, o INSS apontar uma situação pendente de regularização, mas não corrige automaticamente.

O tempo de contribuição poderá não ser contabilizado e você sofrerá prejuízos.

Quem nunca deixou alguma pendência para resolver na última hora e acabou esquecendo um documento ou algo essencial? Já aconteceu isso com você?

Isso pode acontecer, se você deixar para programar a sua aposentadoria às vésperas do requerimento do benefício.

Com o planejamento, você vai aprender a contribuir com o valor adequado e se aposentar no dia certo, nem um dia a mais e nem um dia a menos, vai estar com a documentação acertada em mãos, para o tão sonhado momento da aposentadoria.

Você saberá o valor exato de quanto será o benefício, e poderá contestar junto ao INSS caso o benefício seja concedido com um valor diferente.

Somente com o planejamento, você saberá o valor de sua aposentadoria e como reverter essa situação.

Mas, será que tem a hora ideal para começar a pensar nessa organização?

Vem comigo!

Qual a hora de começar o planejamento previdenciário?

Saber o momento de dar início ao planejamento é uma dúvida comum.

Ao contrário do que muitos imaginam, não é só quando já está nas vésperas do dia do agendamento no INSS.

🔵Guarde essa dica: quanto antes você começar a pensar no planejamento, melhor será o resultado alcançado.

Por este motivo, o ideal é começar a planejar a vida contributiva e trabalhista de 05 à 10 anos antes da provável data de entrada no processo de aposentadoria.

Se você é autônomo ou segurado facultativo, fique atento agora com essa informação!

➡️Nesse caso, o ideal é realizar o Planejamento Previdenciário anualmente.

Como o pagamento do INSS é realizado por conta própria é importante ter certeza de que as contribuições estejam sendo recolhidas de forma adequada.

 

O que deve ser levado em conta na hora de fazer o planejamento previdenciário?

Na hora de fazer o planejamento previdenciário, é preciso levar em conta:

  • Tipo de aposentadoria
  • Tempo de contribuição
  • Valor de contribuição
  • Valor que o trabalhador deseja receber de aposentadoria
  • Direito Adquirido
  • “Regras de Transição”
  • Fator Previdenciário

Por isso, quanto mais cedo você começar a fazer o Planejamento, mais tempo terá para coletar os dados necessários e organizar a documentação da vida contributiva e trabalhista.

O ideal é buscar o auxílio de um bom advogado especialista em previdência para analisar o seu caso e garantir todos os seus direitos.

 

Quais documentos serão necessários para começar o planejamento previdenciário?

A documentação é a carta na manga na hora de começar o planejamento.

Então, anote aí a papelada que você vai precisar:

Documentos básicos

  • RG
  • CPF
  • Comprovante de residência

Essa é a documentação básica, que você vai precisar para qualquer procedimento junto ao INSS.

São documentos pessoais, para comprovar a sua identidade e onde você mora.

Sem segredos né?

Documentos trabalhistas e previdenciários 

  • Carteira de Trabalho
    •  Para comprovação dos vínculos trabalhistas
  • CNIS – Cadastro Nacional de Informação Social
    •  É o documento que registra todos os vínculos previdenciários e trabalhistas
  • Contrato de Trabalho
  • Registro de Ponto
  • Termo de rescisão de contrato de trabalho
  • Comprovantes de recebimento de valores de seu chefe

Se não possuir todos esses acima, não tem problema.

🟧O importante é a apresentação de documentos adicionais que possam comprovar os seus vínculos de trabalho.

Viu só como é importante o Planejamento Previdenciário, para que você não tenha dor de cabeça na hora de dar entrada na aposentadoria?

O ideal é contar com o auxílio de um advogado especialista em previdência, para analisar o seu caso e garantir todos os seus direitos.

Bom, fico por aqui.

Conclusão

Agora você já sabe que fazer o planejamento previdenciário irá garantir a melhor aposentadoria, além de solucionar com antecedência eventuais pendências que possam surgir e garantir com sucesso a concessão do benefício.

Só aqui você descobriu também:

  • Porque fazer um planejamento previdenciário
  • Qual a hora de começar o planejamento previdenciário
  • O que deve ser levado em conta na hora de fazer o planejamento previdenciário
  • Quais documentos serão necessários para começar o planejamento previdenciário

O próximo passo é buscar o auxílio de um advogado especialista em direito previdenciário.

Espero que esse conteúdo tenha ajudado.

Até a próxima. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Está gostanto do conteúdo? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email